Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > História
Início do conteúdo da página

História do STI

1968

Instalação do primeiro computador do Nordeste

O STI ostenta em seu histórico de atividades muitos feitos memoráveis para o desenvolvimento da computação, ou informática ou tecnologias da informação do Brasil. Nele foi instalado o primeiro computador do Nordeste em 1968, um computador IBM 1130 do tipo mainframe, sendo o terceiro mainframe a ser instalado no Brasil (vide Foto 1).
1976

Criação do Núcleo de Processamento de Dados da UFPB

Formalmente criado em 1976, o então chamado Núcleo de Processamento de Dados da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), tinha o objetivo de prestar serviços de apoio às atividades de ensino, pesquisa, extensão e administração da universidade. Notabilizou-se na parceria com outros setores da instituição e da sociedade, no desenvolvimento e implantação de políticas e produtos de informática que o consolidou como centro de referência na região (Fonte: Planejamento Estratégico do NSC, fevereiro, 1997).
1978

Prestação de serviços para diversas empresas do Nordeste

Nessa época, anos mil novecentos e setenta a oitenta, os computadores poderiam agilizar imensamente atividades realizadas manualmente. Eram porém raros e caros. Neste contexto, o setor prestava serviços de processamento de dados para diversas empresas do Nordeste a exemplo da CAGEPA (Companhia de Água e Esgotos da Paraíba), CAERNE (Companhia de Água e Esgotos do Rio Grande do Norte), BNB (Banco do Nordeste do Brasil), SUDENE (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste), Wallig Fogões (Empresa privada de Campina Grande), dentre outras.
1984

Instalação do IBM 4341

No ano de 1984, foi instalado o IBM 4341, um novo computador mainframe, resultado de um convênio entre a UFPB e a empresa multinacional IBM. Esse feito modernizou e expandiu a capacidade computacional do setor.
1995

Núcleo Setorial de Computação

Em 1995 o Núcleo de Processamento de Dados passou a atuar como Núcleo Setorial de Computação abrangendo os campi ligados à Pró-reitoria de Assuntos do Interior (PRAI) da UFPB.
2002

STI – Serviços de Tecnologia da Informação.

Por ocasião da criação da Universidade Federal de Campina Grande em 09 de abril de 2002, resultado do desmembramento da Universidade Federal da Paraíba, o Núcleo Setorial de Computação passou a ser identificado por STI – Serviços de Tecnologia da Informação.
Fim do conteúdo da página